A motivação é um dos sentimentos mais importantes para vivermos com qualidade e mantermos uma relação saudável conosco e com os outros. É ela que nos incentiva a buscar o que desejamos, independentemente dos obstáculos presentes em nosso caminho.

Além disso, ela é essencial para resolver problemas e modificar hábitos prejudiciais à nossa saúde mental. Quando não nos sentimos motivados, simplesmente não encontramos energia para fazer isso e, assim, sofremos com a consequência de levar um estilo de vida pouco saudável.

A motivação pode ser descrita como uma combinação de nossos objetivos pessoais, desejos e expectativas, sendo que os dois últimos fatores são combustíveis fundamentais para a conquista do primeiro. Porém, nem sempre é fácil manter a motivação. Muitas pessoas reclamam do desaparecimento súbito da paixão e entusiasmo que as levaram a tomar um determinado caminho na vida.

Por que perdemos o interesse no que aparentemente costumávamos amar? Se a motivação é tão importante assim porque ela some de repente? O que fazer para combater esse ciclo angustiante de motivação e desmotivação?

Neste post, vamos responder essas perguntas e compartilhar dicas de como manter a motivação.

Por que a motivação desaparece?

Cultivar a motivação pode ser complicado. Esse sentimento tão importante para nos ajudar a concluir tarefas e projetos tende a desaparecer e, em muitas ocasiões, acontece de repente. Quando isso ocorre, nos sentimos culpados, cansados e vazios. Começamos a procrastinar obrigações, desmarcar compromissos e temos dificuldade para cumprir prazos. Até mesmo sair da cama todas as manhãs pode subitamente se tornar um desafio.

A falta de motivação não é sempre uma questão preocupante. Todos vivenciamos essa súbita redução da força de vontade em algum momento, principalmente quando vivemos uma situação desagradável. Existem muitas razões por trás do desaparecimento da motivação, conforme podemos ver abaixo:

  • Insatisfação com o trabalho;
  • Divórcio ou término de relacionamento;
  • Problemas familiares;
  • Problemas financeiros;
  • Baixa autoestima;
  • Objetivos incoerentes com quem você é;
  • Dificuldade para cumprir metas;
  • Estilo de vida pouco saudável;
  • Cobranças por resultados – tanto de si mesmo quanto de outras pessoas;
  • Impaciência;
  • Perfeccionismo exagerado; e
  • Falta de apoio.

As pessoas normalmente se forçam a continuar vivendo seus dias como antes quando se sentem desmotivadas e, eventualmente, esse sentimento ruim desaparece. Entretanto, é válido reconhecer a falta de motivação e questionar a causa disso. Analisar os possíveis porquês vai ajudá-lo a reconquistar a motivação mais rapidamente. Afinal, ninguém fica desmotivado sem motivo, embora essa possa ser a sensação! Esse sentimento é um sinal enviado por seu inconsciente para mostrar que algo não está bem em nossas vidas.

Quando a falta de motivação se torna um problema?

Quando a falta de motivação persiste por semanas ou meses consecutivos, pode estar associada a uma condição de saúde mental grave, como a Depressão e a Síndrome de Burnout. Também pode ser o sintoma de um transtorno não diagnosticado, como o Transtorno de Déficit de Atenção e Hiperatividade (TDAH) e o Transtorno Bipolar. É comum que pessoas com essas condições sintam a sua motivação oscilar com frequência e não saibam o que fazer para se sentirem motivadas novamente.

Outro sinal da falta de motivação crônica é o impacto negativo em diversas áreas da vida, como desempenho profissional ou acadêmico, autoestima e relacionamentos. A sensação é de que tudo parece estar desmoronando à nossa volta e não há o que fazer para remediar a situação. Abaixo, veja alguns sinais que indicam que devemos buscar um Psicólogo para ajudar na recuperação da motivação:

  • Falta de motivação por mais de seis semanas seguidas;
  • Agravamento ou ausência de melhora do sentimento;
  • Falta de interesse em conversar com amigos e família;
  • Falta de interesse em fazer atividades que antes gostava;
  • Dificuldade para cumprir obrigações profissionais ou cotidianas, como afazeres domésticos e higiene pessoal;
  • A falta de motivação é acompanhada por pensamentos negativos;
  • Pensamentos suicidas;
  • Dificuldade para ver o lado positivo da vida; e
  • Ausência de compreensão acerca da desmotivação.

Como se manter motivado?

A dificuldade de se manter motivado não é de todo ruim, sabia? Ela pode ser encarada como uma oportunidade para voltarmos a olhar para nossa qualidade vida e explorar quais elementos não estão funcionando. Será que estamos vivendo de acordo com nossos valores pessoais? Nossos objetivos de vida ou profissionais estão alinhados com nossa vida atual? Nosso relacionamento é saudável? São muitas as perguntas que podemos fazer a partir da percepção da falta de motivação. Da mesma forma, são abundantes as rotas que podemos tomar para nos mantermos motivados e produtivos.

Neste post, reunimos algumas dicas para ajudá-los a manter a motivação por um período maior. Porém, tenham em mente que é normal perdê-la ocasionalmente. Encarem essas recaídas como um convite para realinharmos nossos objetivos.

1. Entender o porquê

Em vez de fugirmos da falta de motivação, devemos nos perguntar por que estamos com dificuldade para nos mantermos motivados. De onde vem tanta falta de energia e desânimo? O que não está legal em nossas vidas? Nossos objetivos ainda fazem sentido?

Responder essas perguntas vai nos ajudar a identificar os obstáculos que se encontram em nossos caminhos para a satisfação pessoal. Com esse conhecimento, será mais fácil desenvolvermos estratégias para superá-los. Talvez precisemos mudar hábitos para sermos mais produtivos, como desenvolver uma rotina noturna para dormir bem ou praticar exercícios físicos, ou de um tempo para redescobrir o que é, de fato, importante para nós.

2. Definir novos objetivos (ou aprimorar objetivos antigos)

A maneira como definimos objetivos é importante, pois ela pode nos ajuda a alcançá-los mais rapidamente ou promover a procrastinação. Se já possuímos objetivos definidos para nossas vidas, eles podem não estar em um formato eficiente e, por isso, encontramos dificuldades para atingi-los. É ideal que nossos objetivos sejam específicos e, se possível, com prazos estimados.

Por exemplo, se queremos ser promovidos, devemos enumerar todas as coisas que podemos fazer para melhorar nossa performance profissional. Pode ser fazer uma especialização, participar de mais eventos da empresa ou sugerir soluções para um problema do departamento.

Nosso objetivo maior deve ser acompanhado de metas específicas para que nosso cérebro reconheça a viabilidade de cada uma delas. Caso contrário, ele pode concluir que são muito trabalhosas e, como consequência, estimular a falta de motivação.

3. Buscar a positividade diariamente

Saber cultivar a positividade é imprescindível para manter a motivação. Pensamentos positivos despertam emoções positivas que, por sua vez, estimulam atitudes e decisões positivas.

Conseguimos perceber esse padrão ao prestarmos atenção na qualidade de nossos pensamentos no dia a dia. Por exemplo, quando estamos de mau humor, tendemos a ter devaneios ansiosos e até punitivos, não é? Consequentemente, perdemos a vontade de fazer o que gostamos e podemos até chegar a mudar de ideia sobre iniciar um projeto.

Combata esses devaneios improdutivos com muita positividade! Procurem fazer coisas que gostem no dia a dia e se cerquem de fontes de otimismo e determinação, como vídeos motivacionais, palestras interessantes, livros com conteúdo rico e pessoas alto-astral.

4. Busque por inspirações

Se inspirar na vida, no trabalho e em outras pessoas, principalmente em quem admiramos, é uma ótima maneira de nos mantermos motivados. Podemos encontrar respostas para nossos problemas ao analisarmos a postura que essas pessoas adotaram para encarar a vida. Do mesmo modo, podemos encontrar a inspiração necessária para iniciar aquele projeto que tanto desejamos, mas não possuímos a motivação para colocar a mão na massa.

Busquem por inspirações com frequência, não apenas quando se sentirem desmotivados. Uma dica legal é fazer uma pasta no computador ou um mural com ideias e conquistas de pessoas inspiradoras. Dessa maneira, sempre teremos uma fonte para elevar nossa energia e vontade de produzir.

5. Relaxe

Essa dica pode não parecer muito coerente, mas ela é muito importante! A dificuldade para manter a motivação pode ser um sinal de que estamos sobrecarregados com a quantidade de obrigações e compromissos e a solução para recuperar a motivação pode ser descansar!

Podemos tirar um final de semana para não pensar em nada além de nosso próprio bem-estar, ou planejar uma viagem bem legal para as férias ou feriados. Durante a semana, também podemos reservar uma hora após o expediente para cuidarmos da nossa saúde mental.

Gostou desse post? Quer que seus amigos também saibam um pouco mais sobre o assunto? Que tal compartilhar este post com eles ou em suas redes sociais?

Grande abraço e até breve!