Os sabotadores psicológicos são responsáveis por impedirem a gente a chegar ainda mais longe! Veja qual deles mais se assemelha a você e como abandoná-los já!

Quando o assunto é desenvolvimento profissional, especialistas garantem que a nossa mente pode ser o grande vilão rumo ao sucesso. Você sabia que apenas 20% das equipes e dos indivíduos conseguem alcançar seu verdadeiro potencial?Conhecer os sabotadores da mente é a primeira etapa do processo. Todo indivíduo possui, pelo menos, alguns inimigos internos que criam padrões de comportamento como resposta a situações corriqueiras da vida. São esses os sabotadores por trás das sensações de fracasso e de desmotivação experimentadas na vida profissional e fora dela. Descubra quem são esses inimigos e inspire-se para combatê-los na sua rotina.

Resolvemos analisar os 10 padrões de comportamentos – chamados de “sabotadores” – responsáveis por impedir a realização plena do potencial de cada um.

Confira abaixo quais são esses sabotadores, identifique quais deles são mais presentes em você e como fazer para abandoná-los já

  • O Crítico

Confundido como a voz da razão, é considerado o principal sabotador pelo potencial destrutivo que carrega. É o mais comum, uma vez que leva a pessoa a encontrar defeitos em si mesma, nos outros e nas circunstâncias o tempo todo. O resultado? Crises de ansiedade, estresse, raiva, decepção, vergonha e culpa.

Com equilíbrio, porém, a autocrítica pode ser bem positiva e gerar crescimento pessoal. O segredo está em saber balancear.

  • O Insistente

Pessoas perfeccionistas costumam desenvolver o conhecido sabotador “Insistente”. Ele leva a necessidade de perfeição e de ordem às últimas consequências, gerando, mais uma vez, ansiedade e nervosismo. Tenta convencer a mente de que a perfeição só depende dela e que é sempre possível ser atingida. Como isso não costuma ser verdade, o efeito provocado é o de frustração constante, consigo mesmo e com os outros. Saber a hora de parar de insistir se torna, neste ponto, tão importante quanto a decisão de começar.

  •  O Prestativo

O Prestativo te obriga a se esforçar para ganhar o carinho e a atenção de todos, mesmo que para isso precise “puxar o saco” dos outros constantemente. Dessa forma, você deixa de lado suas próprias necessidades e acaba se tornando uma pessoa totalmente dependente. Este inimigo faz parecer que ganhar afeição é sempre uma coisa boa, mesmo que a qualquer preço. No fim das contas, a frustração acaba sendo sempre a mesma: não dá para agradar a todos ao mesmo tempo.

  •  O Hiper-Realizador

Quem tem esse tipo de personalidade busca bons desempenhos e resultados positivos constantemente, o que não é de fato um defeito. O problema é que você fica refém desses resultados para ter respeito próprio, aumentar a autoestima, se achar capaz e motivado, o que gera uma forte dependência e vício em trabalho, além de perda de profundidade emocional.

  • A Vítima

Para ganhar atenção e afeto, este sabotador da mente incentiva reações temperamentais e emotivas em qualquer situação adversa. Oposto ao hiper-realizador, valoriza os sentimentos ao extremo e cria uma sensação de martírio que faz minar as energias mental e emocional. A primeira forma de fugir dessa sabotagem, é entender que a vitimização está longe de ser a melhor maneira de atrair atenção para si mesmo.

  • O Hiper-Racional

Quem está sob influência do sabotador Hiper-Racional pode ser visto como uma pessoa fria, distante ou até intelectualmente arrogante uma vez que se concentra apenas no processo racional de tudo, até mesmo nos relacionamentos afetivos. Para você, as emoções são consideradas indignas de respeito e atrapalham seu desenvolvimento pessoal e profissional.

  •  O Hiper-Vigilante

Constantemente em estado de alerta, quem é Hiper-Vigilante nunca descansa. Esse sabotador faz você se sentir ansioso em relação a todos os perigos que o rodeiam e a tudo o que pode dar errado. Será que a vigilância sem trégua é a melhor forma de evitar que situações ruins aconteçam?

  • O Inquieto

O sabotador Inquieto deixa você sempre em busca de novidades e emoções uma vez que ficar parado é entediante. Para você, a vida precisa ser intensa, movida à adrenalina. Perder o foco e a apreciação pelo que está acontecendo agora é a grande ameaça para quem se deixa levar por ele. Manter-se ocupado, nem sempre quer dizer uma vida intensa.

  •  O Controlador

Para o Controlador, ou você está no controle ou fora dele. Pessoas assim só funcionam movidas à necessidade de estarem sempre no comando e de dirigirem as ações das pessoas segundo as suas próprias vontades. Ele pode até conseguir resultados a curto prazo de uma equipe de pessoas, mas no futuro gera um ressentimento nos outros que atrapalha as relações e impede que o grupo exerça sua capacidade plena.

  • O Esquivo

O Esquivo coloca todo o seu foco no positivo e no prazeroso, de forma a evitar as tarefas difíceis e desagradáveis. Por causa dele, você procrastina e ignora suas obrigações, atrasando a conclusão de tarefas e, consequentemente, manchando sua imagem no ambiente profissional.

E aí, dentre essa lista de sabotadores mentais, qual deles interfere mais no seu sucesso? Contem-nos nos comentários!

Grande abraço e até breve!